Ferroviário Atlético Clube

Ferroviário Atlético Clube

NOTÍCIA

Jorge Veras estampa o sétimo copo colecionável de Legendários

24 de julho de 2019

Artilheiro do Campeonato Brasileiro da Série C de 1992 pelo Ferroviário, o ex-atacante Jorge Veras estampa a sétima edição dos copos colecionáveis, na Série Legendários. A venda será exclusiva neste jogo de quinta-feira (25), às 20h, na Arena Castelão, contra o Sampaio Corrêa/MA, assim como já aconteceu em todas as outras partidas do Ferrão em casa, quando os homenageados foram, na ordem, ex-goleiro Marcelino, o ex-atacante Pacoti, o ex-meia Acássio, o ex-zagueiro Manoelzinho, o ex-atacante Paulo César e o ex-meia Coca Cola.

A marca legendária como primeiro jogador coral a tornar-se artilheiro de uma competição nacional, veio já no fim da carreira de Jorge Veras como jogador. A sua história com o Tubarão da Barra começa em 1982, quando, em um amistoso na cidade de Iguatu, atuando pelo Coiguatu, time da região, contra uma equipe mista do Ferroviário, Jorge fez um gol e, logo em seguida, foi convidado para reforçar o Ferrão. Três meses depois já era titular da equipe coral fazendo gols no Presidente Vargas e no Castelão.

Jorge Veras ficou no clube até 1983. No início da temporada seguinte, depois de disputar o Campeonato Brasileiro da Série A com o Ferrão, foi negociado com o Criciúma/SC e em 1985 já era titular do Grêmio/RS, onde sempre se destacou com gols importantes nos clássicos contra o Internacional/RS. O implacável goleador coral jogou ainda em São Paulo e Pernambuco, voltando ao Tubarão da Barra no período de 1990 à 1992, mantendo o mesmo destaque, como se vê pela artilharia nacional.

Ao todo, foram 155 jogos e 65 gols marcados com a camisa do Ferrão. Sem dúvidas, um ídolo eterno na história coral, escolhido como um dos atacantes do Time dos Sonhos do Ferroviário, em campanha promovida quando dos 80 anos de fundação do clube.

Após pendurar as chuteiras, Jorge Veras continuou trabalhando com o futebol e mantendo suas raízes corais. Por muitos anos, foi técnico das categorias de base do clube, acumulando inúmeros títulos, e, entre 2000 e 2006, também técnico da equipe profissional por 72 oportunidades, figurando entre os 10 que mais dirigiram o Ferrão na história. Em 2017, era o auxiliar técnico de Marcelo Vilar, e posteriormente de Vladimir de Jesus, na campanha de vice-campeão cearense.

NÚMEROS ATRASADOS – Atendendo a pedidos, alguns copos restantes das edições anteriores serão disponibilizados em número limitado. Fale com as promotoras de venda no estádio e consulte se elas ainda têm disponível o copo que você precisa pra completar sua coleção. Estaremos com vendas nos dois setores do Castelão: Premium e Inferior Sul.

Com contribuição do Almanaque do Ferrão.

Compartilhe nas redes sociais



Comente essa notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não obrigatoriamente representam a opinião do Ferroviário Atlético Clube. Mensagens que contrarie a lei, que ofenda o direito de terceiros, que incite a violência, que promova qualquer tipo de discriminação racial, religiosa, sexual, de idade ou contra povos, por exemplo, ou que afronte os valores médios presumidos da sociedade são considerados conteúdos ilegais ou impróprios e poderão ser excluídos e/ou, até, sofrer consequências jurídicas.


Mais do Ferroviário

Todas as notícias
Ferroviário Atlético Clube
Rua Dona Filó, 650 - Barra do Ceará
CEP: 60330-060 - Fortaleza/CE - Brasil
Telefone: +55 (85) 3077.0878
Desenvolvido por