Ferroviário Atlético Clube

Ferroviário Atlético Clube

Copa do Brasil

A Copa do Brasil começou a ser disputada no ano de 1989, tendo o Ferroviário presente já nesta primeira edição. Em 2018, o Ferroviário disputa a Copa do Brasil pela quinta vez. A seguir, resumo das quatro primeiras participações corais. Acompanhe tabela, classificação e outros detalhes da atual edição no site da Confederação Brasileira de Futebol: www.cbf.com.br

Clique aqui para conferir a agenda completa de jogos do Ferrão no ano, considerando todas as competições em disputa.

 

COPA DO BRASIL 1989

O Ferroviário, campeão cearense do ano anterior, foi o principal representante do estado nesta primeira edição da Copa do Brasil. O Fortaleza foi o outro clube local a estar presente na competição. A disputa, assim como todas as edições seguintes, apresentava jogos “mata-mata” em cada fase. O Ferrão ficou de fora ainda na primeira fase após levar a pior diante do Goiás, que acabou chegando às semifinais da Copa.

19/07/1989
Goiás (GO) 1 x 0 Ferroviário
Estádio: Serra Dourada (Goiânia-GO)
Goiás: Eduardo, Wallace Carioca, Gomes, Boni e Jorge Batata; Wallace Goiano, Fagundes e Péricles; Formiga, Wanderson e Josué. – Técnico: Carlos Gainete.
Ferroviário: Barbiroto, Silmar (Caetano), Arimatéia, Juarez e Marcelo Veiga; Gérson, Lira e Jacinto; Mardônio (Zé Carlos Paranaense), Cacau e Edelvan – Técnico: Vanderlei Paiva.
Gol: Wanderson (Goiás).

22/07/1989
Ferroviário 1 x 3 Goiás (GO)
Estádio: Presidente Vargas (Fortaleza-CE)
Ferroviário: Barbiroto, Silmar, Arimatéia, Djalma e Marcelo Veiga; Juares, Alves e Jacinto; Mardônio (Caetano), Cacau e Edelvan – Técnico: Vanderlei Paiva.
Goiás: Eduardo, Wallace Carioca, Gomes, Boni e Jorge Batata; Fagundes, Péricles e Josué; Formiga (Richard), Wanderson (Niltinho) e Wallace Goiano. – Técnico: Carlos Gainete.
Gols: Caetano (Ferrão), e Wanderson, Niltinho e Wallace Goiano (Goiás).

 

COPA DO BRASIL 1995

Campeão cearense em 94, o Ferrão foi o único representante cearense da competição. Após arrancar um empate diante do Clube do Remo atuando fora de seus domínios, o clube coral acabou sendo surpreendido no Castelão e saiu da Copa precocemente.

10/03/1995
Remo (PA) 1 x 1 Ferroviário
Estádio: Evandro Almeida (Belém-PA)
Remo: Clemer, Marcelo, Belterra, Flávio e Ednélson; Agnaldo, Cléberton e Rogerinho; Edmílson (Júnior), Luis Müller e Alencar (Castor) – Técnico: Pepe.
Ferroviário: Roberval, Biriba, Batista, Santos e Márcio Sales; Ricardo Lima, Naza, Paulo Adriano e Acássio; Somar e Borges. – Técnico: Ramon Ramos.
Gols: Borges (Ferrão) e Luis Muller (Remo).

13/03/1995
Ferroviário 1 x 3 Remo (PA)
Estádio: Castelão (Fortaleza-CE)
Ferroviário: Roberval, Biriba, Batista, Santos e Márcio Sales; Paulo Adriano, Ricardo Lima e Acássio (Esquerdinha); Alex (Sandro), Borges e Somar. – Técnico: Ramon Ramos.
Remo: Clemer, Marcelo, Belterra, Flávio e Ednélson; Agnaldo, Cléberton e Júnior; Rogerinho (Castor), Luis Müller e Alencar (Zé Augusto) – Técnico: Pepe.
Gols: Ricardo Lima (Ferrão) e Luis Müller (2) e Júnior (Remo).

 

COPA DO BRASIL 1996

O clube coral, com a moral de ser bicampeão do estado, foi mais uma vez a única equipe cearense presente na Copa de 96. Tendo novamente o Goiás como adversário, o Tubarão não se deu bem e sequer chegou à segunda fase.

06/02/1996
Ferroviário 0 x 1 Goiás (GO)
Estádio: Presidente Vargas (Fortaleza-CE)
Ferroviário: Miguel, Gaúcho (Alencar), Batista, Santos e Sílvio César; Odair, Marquinhos (Borges), Paulo Adriano e Cantarelli (Reginaldo); Dias e Esquerdinha. Técnico: Ramos Ramos.
Goiás: Kléber, Túlio, Márcio, Richard e Augusto ; Romeu, Guará e Marcelo Borges; Alex; Rogério (Formiga) e Ronildo (Émerson).- Técnico: Othon Valentim.
Gol: Augusto (Goiás).

13/02/1996
Goiás (GO) 2 x 0 Ferroviário
Estádio: Serrinha (Goiânia-GO)
Goiás: Kléber, Túlio, Márcio, Richard e Augusto; Romeu, Guará (Reidnr), Marcelo Borges; Alex, Rogério (Formiga) e Ronildo (Émerson). Técnico: Othon Valentin.
Ferroviário: Miguel, Biriba, Batista, Santos e João Marcelo; Paulo Adriano, Sílvio César, Marquinhos (Gibi) e Borges (Esquerdinha; Mirandinha e Reginaldo (Dias). – Técnico: Ramon Ramos.
Gols: Alex (2) (Goiás).

 

COPA DO BRASIL 2004

O Ferrão chegou à esta edição como vice-campeão cearense de 2003. Na primeira fase eliminou o América de Natal com uma goleada histórica no primeiro jogo. A despedida coral aconteceu na fase seguinte, diante do Corinthians Paulista.

04/02/2004
Ferroviário 4 x 0 América (RN)
Estádio: Presidente Vargas (Fortaleza-CE)
Ferroviário: Aderson, Arildo, Cícero César, Cláudio e Adriano Silva; Édio, Glaydstone, Júnior Cearense e Anderson (Pastor); Stênio (Renatinho) e Maurício Pantera (Gil Bala). – Técnico: Jorge Pinheiro.
América: Róbson, Gino, Humberto e André; Carlos Alexandre (Barata), Luiz Fernando, Leandro (Luís Fabiano), Fabinho e Renatinho (Elisandro); Helinho e Washington. – Técnico: Ferdinando Teixeira.
Gols: Gil Bala (2), Adriano Silva e Júnior Cearense (Ferrão).

03/03/2004
América (RN) 1 x 0 Ferroviário
Estádio: Machadão (Natal-RN)
América: Róbson, Romildo, Humberto (Barata) e Gino; Calos Alexandre (Denílson), Luiz Fernando, Fabinho, Marcelo e Renatinho ( Elisandro); Helinho e Luís Fabiano. – Técnico: Ferdinando Teixeira
Ferroviário: Aderson, Arildo, Cícero César, Carlinhos e Zé Mário; Édio, Glaydstone, Júnior Cearense e Marcelo; Stênio (Gil Bala) e Maurício Pantera (Adaílton). – Técnico: Jorge Veras.
Gol: Humberto (América).

17/03/2004
Ferroviário 0 x 2 Corinthians (SP)
Estádio: Castelão (Fortaleza-CE)

Ferroviário: Aderson, Arildo, Cícero César, Carlinhos e Marcelo; Cláudio, Glaydstone, Júnior Cearense e Pastor (Clemílson); Stênio (Gil Bala) e Maurício Pantera (Rosivaldo). – Técnico: Roberto Palmiéri.
Corinthians: Rubinho, Rogério, Andersos, Váldson e Vinícius (Moreno); Fabinho, Fabrício, Rincón e Gil; Bobô (Wilson) e Jô (Pingo). – Técnico: Oswaldo de Oliveira.
Gols: Wilson e Jo (Corinthians).