Ferroviário Atlético Clube

Ferroviário Atlético Clube

NOTÍCIA

Bicampeões pelo Ferroviário participam de jogo beneficente

03 de dezembro de 2017

O último sábado (02) foi dia de reencontros e de fazer o bem. No estádio Presidente Vargas, vários ex-jogadores do Ferroviário, integrantes da campanha dos títulos estaduais em 1994 e 95, se reuniram e participaram de uma rodada de jogos beneficentes, que contou também com times da SAFECE (Sindicato dos atletas de futebol do estado do Ceará) e da AGAP-CE (Associação de Garantia ao Atleta Profissional do Ceará).

A partida fez parte do 1º Encontro Maestros da Bola, criado por ex-atletas e atletas em exercício para aproximar toda a classe e, também, ter objetivos sociais, visando trazer de volta a vida mais saudável para algumas pessoas que realmente precisam. Uma delas, por exemplo, é o pai do ex-jogador coral, Ricardo Lima, doando-lhe uma prótese do membro inferior, para que tenha uma melhor qualidade de vida.

Vários nomes imortalizados pela torcida coral, estiveram por lá, no PV: Miguel, Roberval, Caetano, Borges, Esquerdinha, Paulo Adriano, Reginaldo, Nasa, Robério, Acássio, Ricardo Lima, João Marcelo, Alencar, Batistinha, Alex, Piti, Biriba, dentre outros. O Ferrão 94/95 venceu a sua partida, contra o “Maestros da Bola”, pelo placar de 2×0, gols de Acássio e Reginaldo.

A direção coral esteve representada por Walmir Araújo, presidente, e Newton Pereira Filho, diretor de Marketing. Outras figuras queridas pela torcida do Ferroviário também estiveram presentes e registramos abaixo em fotos, como Lula Pereira e Edmundo Silveira, ex-técnicos, e Jardel, o Mário Jardel, centroavante e ídolo coral, dentre outros.

Compartilhe nas redes sociais

Comente essa notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não obrigatoriamente representam a opinião do Ferroviário Atlético Clube. Mensagens que contrarie a lei, que ofenda o direito de terceiros, que incite a violência, que promova qualquer tipo de discriminação racial, religiosa, sexual, de idade ou contra povos, por exemplo, ou que afronte os valores médios presumidos da sociedade são considerados conteúdos ilegais ou impróprios e poderão ser excluídos e/ou, até, sofrer consequências jurídicas.