Ferroviário Atlético Clube

Ferroviário Atlético Clube

NOTÍCIA

Reencontro pelo Campeonato Brasileiro após quase 30 anos

27 de Abril de 2018

Ferroviário e 4 de Julho-PI entram em campo neste sábado (28), às 16h, no Estádio Presidente Vargas, pela segunda rodada da Série D do Brasileirão 2018. A partida marcará o reencontro de cearenses e piauienses, por uma competição nacional, após quase 30 anos.

A última vez foi em 1989, pela Série B. Um ano especial que contemplava os três grandes do estado, juntos, na mesma divisão.* Na primeira fase, os participantes foram divididos em grupos de seis equipes. Ferroviário, Fortaleza e Ceará estavam ao lado de River-PI, Flamengo-PI e 4 de Julho-PI, mas nenhum desses chegaram às fases finais. O campeão foi o Bragantino-SP.

Foram duas partidas diante do 4 de Julho em 89. No confronto em Piripiri, empate em 0x0. Já na capital cearense, vitória do Ferrão por 1×0, gol do artilheiro Cacau. O técnico da equipe piauiense, nos dois jogos, era o saudoso Coca Cola, um dos principais jogadores da história do Ferroviário Atlético Clube. Do lado coral, Lucídio Pontes, campeão cearense em 1988, era o comandante.

* Em um total de três oportunidades, Ferroviário, Fortaleza e Ceará estiveram juntos em uma mesma divisão de Campeonato Brasileiro. Em 1979, os três estavam na Série A. Já em 1989 e 1991, os três disputaram a Série B.

Clique aqui e confira tudo sobre as participações do Ferrão em Brasileiros.

Foto: Arquivo de Severino Filho (Buim), via Almanaque do FerrãoTime base do Ferroviário durante o Campeonato Brasileiro de 1989. Em pé: Giordano (Preparador de Goleiros), Silmar, Toninho Barrote, Marcelo Veiga, Osvaldo, Evilásio e Arimatéia; Agachados: Mardônio, Alves, Cacau, Jacinto e Paulinho.

Quer ver mais fotos históricas do Ferroviário? Clique aqui.

Compartilhe nas redes sociais

Comente essa notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não obrigatoriamente representam a opinião do Ferroviário Atlético Clube. Mensagens que contrarie a lei, que ofenda o direito de terceiros, que incite a violência, que promova qualquer tipo de discriminação racial, religiosa, sexual, de idade ou contra povos, por exemplo, ou que afronte os valores médios presumidos da sociedade são considerados conteúdos ilegais ou impróprios e poderão ser excluídos e/ou, até, sofrer consequências jurídicas.